Última Atualização:

rolleiflex35

A “profissional” Rolleiflex

Antes de falar de estatísticas do Instagram, é interessante lembrar como tudo mudou muito; Sou do tempo em que não existia esse negócio de tirar “selfies” e nem em livro de ficção científica aparecia a ideia de fazer marketing em telefone usando imagens e filmes, no lugar de voz.
 
Quando era menino, admirava a máquina fotográfica de meu pai, jornalista: era usada por profissionais e parecia um monstro tecnológico. Era uma Rolleiflex. Se você queria tirar boas fotos, tinha de ter uma dessas. Era mais ou menos 1065, ou seja, mais de meio século atrás. Você tinha de comprar um filme especial, branco e preto, o processo de revelação era demorado e caro. Tinha máquina mais simples? Tinha, claro, mas as fotos tinham pouca nitidez, saiam tremidas e em geral com luminosidade inadequada.
 
Nos anos 80 começaram a juntar o conceito de celular com máquina fotográfica. A principio achei “idéa de jerico”, porque máquina fotográfica era máquina fotográfica (mesmo que já digital), filmadora era filmadora e telefone era telefone. Mas a indústria insistiu e começou a integrar tudo. Steve Jobs foi o mais ousado: criou o conceito de smartphone, juntando internet, computador, camera, filmadora e tudo o mais num telefone sem teclado – acabando de vez com os telefones profissionais móveis, da praticamente falecida Blackberry. Nascia o Iphone, com o sistema operacional IOs (Apple) que foi logo foi copiado por coreanos, japoneses  e chineses, usando o sistema operacional “aberto”, do Google, o Android. Mais baratos que o Iphone, tiveram seu uso explodido a partir dos anos 90.

E vieram os aplicativos de todo tipo, para ajudar a tirar as fotos e poder revê-las no próprio celular ou transmitir para um computador desktop, ondem podiam ser descarregadas e vistas com maior qualidade que nas telas dos celulares. Um deles começou muito tímido, em 2010 – e tem “apenas” 9 anos de idade: o Instagram. Quer você acredite ou não, as pessoas tiravam fotos antes do Instagram. As pessoas até compartilharam fotos antes do Instagram, mas era chato e complicado. 

primeira foto do instagram

Primeiro “post” no Instagram

Pequena História do Instagram

A primeira foto foi postada por Kevin Systrom (@kevin) em 16 de julho de 2010. Um inocente cãozinho. Kevin Systrom é Co-Fundador & CEO do Instagram até hoje.

A rede foi comprada pelo Facebook em 9 de abril de 2012, por U$ 1 bilhão. Na época, o Instagram tinha “apenas” 30 milhões de usuários.

O Instagram introduziu publicidade para marcas selecionadas em outubro de 2013, mas só abriu anúncios para todos até setembro de 2015. Foi o nascimento do Instagram Business, ou seja, Instagram para negócios.

Em junho de 2016, o Instagram mudou para um feed não cronológico. Muitas pessoas não ficaram felizes, mas o Instagram explicou que isso significaria que as pessoas perderiam menos posts das pessoas que seguiam…

As histórias (Stories) do Instagram foram lançadas na plataforma em agosto de 2016. As histórias permitiam que os usuários enviassem fotos e vídeos (junto com a possibilidade de adicionar adesivos e outras informações) a seus perfis que expirariam após 24 horas (semelhante em função ao Snapchat). Quando o Instagram introduziu vídeos, mais de 5 milhões foram compartilhados em 24 horas.

Em setembro de 2017 o Instagram Business atingiu 2 milhões de Anunciantes.  

A IGTV, ou TV Instagram, foi lançada em junho de 2018. Esse aplicativo independente permite que os usuários enviem vídeos mais longos para encorajar seus seguidores, podendo ter um conteúdo de vídeo mais aprofundado. AInda não tem 1 ano de vida.Na ocasião o Instagram comemorava ter atingido comunidade global de um bilhão de usuários!  Embora exista um aplicativo IGTV independente, os usuários também podem assistir os vídeos a partir do aplicativo Instagram – o que fez com que toda a comunidade de um bilhão pudesse acessá-los desde o início. Assim como uma TV, o IGTV tem canais (como no Youtube). No IGTV, os criadores são os canais. Quando você segue um criador no Instagram, o canal IGTV deles é exibido para você assistir. Qualquer pessoa pode ser um criador de conteúdo – você pode enviar seus próprios vídeos IGTV no aplicativo ou na Web para iniciar seu próprio canal.

Somente falando de fotos, hoje temos mais de 40 bilhões de fotos compartilhadas! O Instagram gera 3,5 bilhões de likes todos os dias.

Hoje o canal não é o “mercado livre” que costumava ser. E as empresas tiveram que se tornar hiper-táticas com quase tudo sobre a estratégia de mídia social do Instagram. Desde como é abordada a concepção de ativos criativos até métodos dofisticados de construção de comunidades, incluindo análise de dados para fazer otimizações. E há muito, muito mais no meio. Instagram e marketing foram feitos um para o outro. É um casamento feliz dá cada vez mais certo.

Estatísticas que interessam para quem faz Marketing Digital

Número de usuários ativos mensais do Instagram de janeiro de 2013 a junho de 2018 (em milhões)

Número de usuários ativos mensais do Instagram de janeiro de 2013 a junho de 2018 (em milhões)

O uso do Instagram dobrou entre junho de 2016 e 2018.

O Brasil é o terceiro país do mundo com o maior número de usuários no Instagram, depois dos Estados Unidos e Índia

Países líderes com base no número de usuários do Instagram em outubro de 2018 (em milhões)

Essa estatística apresenta um ranking dos países com as maiores audiências do Instagram em todo o mundo a partir de outubro de 2018. Durante o período medido, os Estados Unidos ficaram em primeiro lugar com 121 milhões de usuários ativos mensais acessando o aplicativo de compartilhamento e edição de fotos. O Brasil ficou em terceiro lugar com 64 milhões de Instagram, atrás da Índia, com 71 milhões de usuários ativos mensais. Hoje Instagram é uma das redes sociais mais populares do mundo, especialmente entre os jovens adultos. A plataforma relatou 1 bilhão de usuários ativos mensais em junho de 2018.

O Brasil é o terceiro maior país do mundo em tráfego no Instagram, só ficando atrás dos Estados Unidos e da Rússia

 88/5000 Distribuição regional do tráfego de computadores para o Instagram.com a partir de outubro de 2018, por país

  • 35% dos usuários de internet dos EUA estão agora no Instagram.
  • 90 por cento dos usuários do Instagram são menores de 35 anos.
  • 63% das pessoas de 13 a 17 anos usam o Instagram diariamente, em comparação com 54% do Snapchat. Mais envolvimento no Instagram. Tudo para você influenciar esses jovens com suas camisetas, pulseiras, músicas, vídeos ou o que eles gostam nos dias de hoje.
  • 22% de todos os usuários do Instagram fazem login pelo menos uma vez por dia.

O ovo ou a galinha, qual é mais popular?

Curiosidade: o ovo ou a galinha, o que vem antes?

O ovo! A foto mais popular no Instagram é atualmente uma foto de um ovo com mais de 50 milhões de curtidas.

Bons motivos para você começar a usar o Instagram

O números acima mostram para você que usar a ferramenta em suas campanhas de marketing digital é imprescindível. Se você não usa a ferramenta, é necessário abrir a conta, em primeiro lugar. Depois, conveertê-la numa conta Instagram Business.

As vantagens para quem tem contas Instagram Business:

  • Você vai se juntar a 25 milhões de empresas que hoje têm perfis de negócios em todo o mundo;
  • Você vai aumentar as chances de seu negócio ser descoberto por novos clientes. 60% das pessoas dizem que descobrem novos produtos no Instagram;
  • Você vai fazer parte dos mais de 2 milhões de anunciantes em todo o mundo usam o Instagram para compartilhar suas histórias e gerar resultados comerciais;
  • Você vai ter acesso a mais de 200 milhões de usuários do Instagram que visitam pelo menos um perfil de negócios diariamente;
  • Se você criar “stories!, vai aumentar sua visibilidade: 1/3 das histórias mais vistas são de empresas..

Ah, você ainda nem tem uma conta no Instagram!! Ou tem de abrir conta para seus novos clientes…

Não tem problema. O caminho se faz ao caminhar, basta registrar uma conta em https://www.instagram.com. Ao se inscrever, você vai ganhar um identificador único no instagram, que começa com @. Você pode por o seu nome, ou o nome da sua empresa, mas uma estratégia mais legal é por algo ligado ao segmento em que você atua. Tipo: @marketingdigital; Assim, quem pesquisa marketing digital vai encontrá-lo com mais facilidade.Ou, se seu cliente pe por exemplo um corretor de seguros, você pode criar uma conta como @segurosbaratos. 

Com milhões de usuários, é muito provável que o identificador que você escolher já exista. Algumas estratégias para contornar isso, ajudando as pessoa a entenderem que tipo de negócio você (ou seu cliente) tem, ou onde está localizado::

  • acrescentar “.” ou “_” : marketing.digital ou marketing_digital;
  • acrescentar algo no nome que ajude a explicar ou qualificar o negócio: marketing.digital.nota10 ou excelente.marketing.digital;
  • acrescentar algo que identifique o seu nicho de mercado (ou do seu cliente). Se atua para pizzarias, por exemplo: marketingdigital.pizzarias;
  • usar o próprio domínio (seu ou do cliente): pizzariadomingos.com.br;
  • acrescentar ou referência geográfica: pizzaria_CAMBUI_CAMPINAS.

Logo depois que registrar, sugiro seguir algumas grandes marcas, que investem milhões de dólares no Instagram. Exemplos:

Muito melhor que seguir esses grandes anunciantes é procurar (e seguir) empresas que diretamente competem com os nichos de mercado que você está disputando. Use o search do Instagram para procurar empresas que estão oferecendo produtos ou serviços que você está oferecendo. Assim vocë descobrirá as estratégias de marketing que eles estão usando – e poderá fazer algo ainda melhor do que eles. Siga de perto os seus “inimigos” concorrentes. Ou, se você faz o marketing digital para alguns clientes, procure alguns concorrentes que atuam no mesmo segmento de mercado deles e siga-os, extraindo boas ideias e abordagens. Inspire-se nos posts que tem o maior número de likes.

Você pode não saber o nome dos concorrentes, mas pode pesquisar com hashtags. Se seu cliente é uma pizzaria, pode pesquisar hashtags como #piizza, #pizzas, #pizzaria – por exemplo. E, ao postar para clientes, usar o mesmo tipo de hashtag no final do texto, para também ser encontrado por quem pesquisa. A combinação de um bom nome de identificação com hashtags na postagem ajuda você (ou seu cliente) a ser encontrado e seguido.

Se você já tem uma ou mais contas e sentir que deve mudar alguma coisa com base nas dicas acima, não se preocupe: basta ir em PROFILE->EDIT PROFILE (edita perfil e mudar o que quiser:   name (nome), username (na verdade, o seu identificador), website (muito importante, porque os post normais não tem hiperlinks), bio (breve descrição do negócio ou do que você faz), email (um que você leia) e telefone (de preferência celular).

Fontes:

Acesse já a mais poderosa plataforma de negócios online e digital marketing existente.

turbine seus negócios online

Share This